Classe / Classe de laboratório. Histologia básica. Tecido nervoso

Ocultar miniaturas 2/34
CATEGORIA: Ciências da Vida > Histologia Humana e Animal > Cell e tecidos > O tecido nervoso > Estrutura do neurônio

Artigo 2: Estrutura geral do neurônio

Dani Ribó 2011 / 10 / 07 Tradução automática (exibição original)
  • Informação

Resumo

Bem-vindo às classes de laboratório em histologia básica 30 Apresentação digital prática .

O objetivo dessas classes de laboratório é proporcionar aos alunos recursos educacionais para adquirir habilidades práticas básicas de cada assunto, reconhecer, localizar e descrever os tipos de células e tecidos básicos.

Cada uma dessas sessões práticas são estruturados em torno de três eixos principais:
-Definição de objectivos de aprendizagem.
-Descrição dos tecidos básicos e seus tipos de célula.
-Localização Exercices de tipos de células e tecidos básicos nos slides virtuais.

OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM
Identifica os neurônios do CNS e o SNP.
Diferencie o corpo de neuroonal celular, dentritos e axônios CNS e SNP.
Identificar as células da glia CNS: ependimal células, astrócitos, oligodendrócitos e células microglial.
Identifica os neurônios do SNP.
Identificar as células da glia SNP: células de satélite e células de Schwann.
Identifica os nervos do SNP.
Identifica neurônio sinapses e junções neuromusculares.

MANUAL
O sistema nervoso é o sistema mais complexo no corpo histologicamente e fisiologicamente 1 Comparação entre técnicas de Nissl e Golgi . Ele é formado por uma rede de milhões de células, chamadas de neurônios, assistidos por mais de suporte de células ou células gliais. Cada neurônio tem centenas de interligações com outros neurônios, formando um sistema muito complexo para processar as informações e generespostas de taxa. Tecido do nervo é distribuído por todo o corpo, atuando como uma rede de comunicações.
Anatomicamente, o sistema nervoso pode ser dividido entre o sistema nervoso central (cérebro, medula espinhal e a sistema nervosa parte do olho) e sistema nervoso periférico (gânglios periféricos e nervos que conectam os gânglios do sistema nervoso central e com diferentes receptores sensoriais e músculos responsáveis pela realização de respostas do corpo).

TIPOS DE CÉLULAS
NEURÔNIO 2 Estrutura geral do neurônio
A unidade funcional do sistema nervoso é o neurônio, um tipo de célula altamente especializados, que compreende três partes distintas, a soma ou corpo celular, dentritos e axônio. A soma ou corpo celular contém muitas vezes retículo endoplasmático rugoso altamente diferenciado e organizados em grupos paralelos de cisternae, com numerosos polyribosomes, porque o neurônio sintetiza larges quantidades de proteínas estruturais, proteínas e secretadas proteínas de transporte. Com coloração adequada e por um microscópio de luz você pode ver o retículo endoplasmático rugoso e a grande quantidade de proteínas grátis. Estes são chamados corpos de Nissl, acumulações de material Basofílico dentro a soma neuronal 3 Corpo celular neuronal 4 corpo celular neuronal 5 corpo celular neuronal .
Os dentritos são vários processos semelhantes a galhos de árvores, decorrentes da 6 Dendrite ponto de partida corpo celular, chamado dendrítica árvore. A superfície doárvore dendrítica está cheio de pequenas saliências chamado espinhos dendríticas vai 8 Dendritos e espinhas , cuja missão é aumentar a área utilizável de dentritos numerosos sináptica contactos com outros 10 Espinhos filiformes dendríticas de 9 Coluna vertebral globet dendríticas de neurônios.
Neurônios têm um único axônio 2 Estrutura geral do neurônio que nasce na colina de axônio de soma neuronal e termina em um sináptica arborização terminal ou botões sináptica. O axônio tem um transporte ativo bidirecional de grandes e pequenas partículas. As organelas e macromoléculas sintetizaram no anterogradely de corpo celular do neurônio movendo de perikaryon para os terminais sinápticas, enquanto que para transporte retrógrado, direção oposta, outras macromoléculas e material circulante de endocitose, incluindo vírus eu toxinas.
Observe que os dentritos e o axônio tem várias ramificações, mas enquanto o axônio ramificações em sua extremidade (telodendron), os dentritos têm várias extensões que se originam na soma de célula.
A membrana de superfície da soma e dendrítica árvore são especializados em receber e integrar informações de outros neurônios a que está em contato, enquanto o axônio é especializado em alguns de informações como sob a forma de um potencial de ação ou um impulso de nervo.

Tipos de neurônios
Existem diferentes tipos de neurônios identificados pelo número de processos que emergem dea soma e seu comprimento. Em relação ao número de processos pode identificar os seguintes tipos de neurônios:
1.-Neurônios unipolares. Neurônios unipolares são neurônios com apenas um processo que divide e atua como um axônio ramificação do que nas suas extremidades no ramo periférico receber sinais e funcionar como dendrites e transmitir a unidade sem ele atravessando a soma neuronal. Eles são típicos de gânglios dos invertebrados e retina.
2.- 12 Neurônio fusiforme De 11 Neurônio fusiforme de neurônios bipolar. Eles têm um corpo alongado de célula, onde uma parte final de um único dendrito e um outro com o axônio. O núcleo deste tipo de célula está localizado no centro da soma. Bipolares neurônios são um tipo de célula encontrado no visual, auditivo e vestibular. sistemas.
3.- 13 Neurônio multipolar? De neurônios multipolar. Neurônios multipolar tem vários processos anexados a uma soma de morfologia poligonal. Entre os vários processos há apenas um único axônio, todos os outros procesos são dentritos organizados de maneiras diferentes. Este tipo de neurônios são mais abundantes do sistema nervoso. Nos neurônios multipolar distingui entre aqueles que são tipo de Golgi I 14 Células cesta , com um longo axônio e o tipo de Golgi II, com uma curta axônios. Projeção neurônios são o primeiro tipo e neurônios locais ou interneurônios no segundo tipo. Note que pyrami 16 Neurônio piramidal de 15b Neurônio piramidal de 15a Neurônio piramidal dal neurônios do córtex cerebral e Cerebelares células de Purkinje são dois exemplos típicos desses neurônios. A soma de neurônio piramidal com uma morfologia piramidal com várias árvores dendríticas localizado em cada vértices da pirâmide, wich apical dendrítica árvore é o mais proeminente. Da base da pirâmide deixa o axônio exclusivo e fino, geralmente um axônio de projeção. Células de Purkinje são uma característica do tipo de célula do cerebelo, consistindo de uma soma grande com um núcleo proeminente e uma árvore dendrítica apical bem desenvolvida organizados em um avião perpendicluary para a superfície do córtex cerebelar. Na base da soma neuronal podemos encontrar que o axônio, como no caso do neurônio piramidal, é um axônio de projeção.
4.-Pseudounipolar neurônios. Pseudounipolar neurônios são neurônios cuja único dendrito ou neurite, que divide-se em uma curta distância do corpo celular em dois ramos, um que é direcionada para uma estrutura de periférica e outro que entra o sistema nervoso central. São exemplos de tais neurônios em gânglios de raiz posterior da medula espinhal.

17 Sinapse De terminais e sinapses sináptica
Terminais sinápticas são especializações para comunicação neuronal como mensagem de química em resposta a um potencial de ação. A sinapse é o junctiem entre o axônio pré-sináptica e receptor de membrana pós-sináptico, localizadas principalmente no dendrito.
O prefixos pré- e pós-se referir a direção da transmissão sináptica, onde o elemento pré-sináptica é árbitro para o lado de transmissão, geralmente um axônio, enquanto o elemento pós-sináptico refere-se ao lado de recebimento, que é geralmente um dendrito ou uma soma neuronal, e ocasionalmente, um axônio. Elementos pré-sináptica e pós-sináptico são cobertos por um denso material dentro da membrana, chamada as densidades pré-sináptica e pós-sináptico; Finalmente notar que ambos os elementos estão separados por um espaço chamado a fenda sináptica. Pré-sináptica terminais estão cheios de vesículas revestidas de membrana, as vesículas sinápticas, que se originam a soma neuronal e transportados ao longo do axônio através de motores de proteína. Cada vesícula contém um neurotransmissor. Terminais pós-sináptico contêm mitocôndrias, alguns componentes do retículo endoplasmático liso, microtúbulos e alguns neurofilaments.
Sinapses são classificados por sua localização sobre o neurônio pós-sináptico segundo:
1.-Axodendritic sinapse 18 Sinapses múltiplas em um dendrito 19 Sinapses em uma lombada dendrítica 20 Sinapses em um dendrito na seção transversal . Contactos terminal axônio com dos dentritos (ou seus espinhos dendríticas).
2.-Axosomatic sinapse 21 Synapse em um corpo de célula neuronal . Axônio terminal entra em contato diretamente com a soma neuronal.
3.-Axoaxonic sinapse. Contactos terminal axônio com outro axônio.

22 Placa de motor De junção NEUROMUSCULAR
Junção neuromuscular é uma estrutura especializada formada por nervos motoras e o músculo do destino. Quando o nervo motor, que perde o bainha de mielina Perimísio nível quando atinge o músculo esquelético, ele divide em vários ramos, cada inervam uma única fibra muscular devido ao inchaço botão pré-sináptica, abrangido pelas células de Scwhann. Músculos que precisam fine controle tem menos fibras musculares por unidade de motor, enquanto fibras muito contêm várias fibras musculares centenas por unidade do motor. Os botões contém mitocôndrias e vesículas revestida de membrana pré-sináptica repleto de acetilcolina, neurotransmissor lançado nas regiões densas do lado da membrana axonal, as zonas ativos chamadas citoplasmático.
Os botões estão localizados em depressão pré-sináptica da fibra muscular, denominada a principal sináptica fissura, onde também encontraram as fissuras sinápticas secundárias, que são dobras profundas localizadas da sarcolema. As cristas das dobras são receptores de acetilcolina localizado enquanto tensão canais de sódio dependentes são nas dobras profundas.
Lâmina basal rodeado de músculo e estende-se para a fenda sináptica e contínua com a lâmina basal cobrindo a célula de Schwann. Observe que na fenda sináptica, lâmina basal contém acetilcolinesterase, enzima responsável emAtivando a acetilcolina, que faz dois precursores moleculares, que são o acetil e o coline.

CÉLULAS DA GLIA
Células da glia são 10 vezes mais abundantes do que neurônios. No sistema nervoso central, células da glia rodeiam boa parte dos corpos neuronais, axônios e dendrites, ocupando os espaços entre os neurônios. Células da glia são responsáveis por criar as eventualidades ideal para a atividade neuronal.
O neuropis é uma densa rede formada pelos processos de neurônios e células gliais, que preenche todos os espaços do sistema nervoso central.

Astrócitos 23 Fibroso Astrócito
Astrócitos têm uma quantidade elevada de processos citoplasmáticos. Existem dois tipos de astrócitos com base na morfologia de extensões e sua localização. Enquanto astrócitos fibrosos têm menos extensões predominam em matéria branca, astrócitos protoplasmática com extensões mais curtas são em matéria cinzenta. Astrócitos desenvolver grande número de características morfológicas e estruturais e mantiveram para garantir a sobrevivência neuronal, uma das funções mais importantes. Note-se que astrócitos regular o ambiente extracelular de neurônios, controlando as concentrações de iónicas de alguns espaço extracelular, absorver o excesso de local neurotransmissores, secretam numerosos fatores normativos e metabólitos de actividade neuronal, e por último, é digno de nota tastrócitos chapéu são comunicados através de junções, permitindo a criação de uma rede de astroglial onde as informações fluem através de longas distâncias através deles.
Além dessas funções, astrócitos executam outras funções relacionadas à hemato-encefálica. Alguns astrócitos exibem processos citoplasmáticos chamados pé vascularthat forro, células endoteliais nos capilares presentes no sistema nervoso central. Pés vasculares são importantes porque, entre outras coisas, regular a vasodilatação e transferência de oxigênio, íons e outras substâncias do sangue para os neurônios. Outros tipos de extensões de Astrócito que formam uma camada, a membrana limitante glial que separa a pia-máter, a camada mais interna das camadas meníngea, and the exterior supefície central nervous system. Além disso, astrócitos têm um papel importante quando ele danifica o sistema nervoso central, que astrócitos proliferam a cicatriz da glia formulário, que muitas vezes interferir na regeneração neuronal.
Os processos de todos os astrócitos são reforçados com filamentos intermédios chamados gliais fibrilar ácido protin ou GFAP para sua sigla em inglês.

Oligodendrócitos 24 Oligodendrócito 25 Oligodendrócito
Oligodendrócitos produzem as bainhas de mielina que fornecem o isolamento necessário elétrico dos neurônios do sistema nervoso central através de oligodendrócitos que se estendem a vários processosenvolvendo diferentes partes de vários axônios. Eles são o tipo de célula predominante na substância branca do sistema nervoso central. Os processos de Oligodendrócito não são observados com a ajuda do microscópio de luz e uma rotina histológicas coloração, embora eles podem ser diferenciados como pequenas células arredondadas com um núcleo altamente condensada.

26 Célula de Schwann e axônios mielinizados De células de Schwann
Células de Schwann localizam-se no sistema nervoso periférico onde interagem com os axônios formando a bainha de mielina da mesma forma que como eles fazem a oligodendorocitos no sistema nervoso central. Uma célula de Scwann forma um segmento da bainha de mielina em torno de um único axônio, em comparação com a capacidade de oligodendrócitos ramificar e envolver axônios diferentes.

Células Microglial
Um pouco menos numerosos que oligodendrócitos ou astrócitos, mas mais uniformemente distribuídos entre matéria cinzenta e matéria branca, microglial células são pequenas células com processos de célula muito irregulary. Ao contrário de outras células da glia, microglia pode migrar através de nervosas, o tecido para detectar células danificadas ou microorganismos invasores de controle. Secretam um monte de citocina immunoregulatory e constituem o maior mecanismo de defesa imunológico do tecido nervoso central. Células de Microglial, ao contrário de outras células da glia não se originam no tubo neural embrionário, vêm circulando blood monócitos e pertencem à mesma família de macrófagos e outras células apresentadoras.
O núcleo de células de microglial pode ser diferenciado em preparações histológicas com manchas de rotina, como hematoxilina-Eosina, graças à sua estrutura alongada, que contrasta com a forma arredondada de outras células da glia. Immunohistological, utilizar anticorpos contra a superfície de células imunes antígenos podem ser visualizados os processos de célula microglial.
Quando as células microglial são ativadas, há uma retração de seus processos e recuperar sua morfologia arredondada característica de macrófagos, tornando-se apresentadoras células fagocitárias capacidade.

Células ependimárias
Células ependimárias são células cúbicas ou prismáticas limitando os ventrículos do cérebro e medula espinhal. Em vários locais do sistema nervoso central, ependimárias células têm os cílios em sua superfície apical para facilitar a circulação do líquido cefalorraquidiano, ou actina longa, que está envolvidas na absorção.
As células ependimárias possuem juncionais complexos semelhantes aos encontrados em células epiteliais. No entanto, ao contrário das células epiteliais verdadeiras, ependimárias células não têm nenhuma lâmina basal.

Células de satélite dos gânglios
Como células de Schwann, células de satélite dos gânglios derivados da crista neural. Formam uma cobertura em torno de células nervosas grandes organismos emos gânglios do sistema nervoso periférico. Células satélite desempenhar o papel de suporte trófica em neurônios do gânglio, mas a base molecular para essa função são muito mal estudados.

NERVOS PERIFÉRICOS
Fibras mielinizadas 27 Nervosas Mielinizadas 28 Nervosas Mielinizadas 29 Axônio mielinizado
Axônios de grande calibre que crescem no sistema nervoso periférico são encapsulados em células de Schwann indiferenciadas, tornadas mielinizadas fibras nervosas através das membranas das células são fundidas em torno do axônio e envolvente do axônio de Schwann. As várias camadas da membrana envolvida tornar-se a bainha de mielina. As membranas das células de Schwann têm um axónio conteúdo de lípidos elevados para proteger e manter constante eventualidades iônica necessárias para a transmissão do potencial de ação. Denomina-se o comprimento de um axônio coberto por uma célula de Schwann entrenós podem medir mais de 1 milíletro. Separando os entrenós, encontramos a nós de Ranvier, pequenas lacunas revestidos processos interdigitated, mas não mielinizada, que são encontrados em toda a extensão do axônio.

Fibras unmyelinated
No sistema nervoso periférico unmyelinated axônios são tudo rodeados por simples dobras de células de Schwann. Células de Schwann não formam uma bainha de mielina, que pode cada incluir porções das células de vários axônios de pequeno calibre.

EXERCICES

-Lo

Artigo

Original

Método de Microscopia Luz campo microscopia óptica
método de incorporação Outras
método de coloração Golgi's technique
espessura da secção 50 um

Esta imagem mostra um neurônio piramidal manchada com uma impregnação pela prata. neurônios piramidais tem um corpo de célula em forma de uma pirâmide triangular, cada um também tem espinhos ramificados extensivamente dendrito apical e menor dendritos basais, bem como um único axônio emerge do pólo basal da célula do corpo.

1 Comment

Virginia
Gracias!!

Colaboração

Esta classe está aberta a colaborações. Se você quiser contribuir com material escrito ou elementos gráficos que você pode fazer então enviá-lo a partir daqui. O autor vai recebê-lo e depois decidir incluí-lo ou não, citando-o como a fonte do material.


Enviar material para o autor desta classe
  • imagem interativa
Vote aqui: 16874 vista

Ajuda com sua doação

Graças à sua contribuição WeSapiens.org continuará a existir.